CAROS LEITORES, ESTOU AUALIZANDO OS SET'S COM NOVAS, MAIORES E MELHORES IMAGENS, VAI DEMORAR UM POUCO PARA EU TERMINAR, E ALGUNS SET'S FICARÃO TEMPORARIAMENTE FORA DO AR, MAS GARANTO QUE A ESPERA VALERA À PENA!

sábado, 19 de fevereiro de 2011

Set-Up de Kiko Loureiro


O renomado guitarrista da banda Angra, Kiko Loureiro, ganha hoje um Set aqui no Blog. Usei várias fontes e equipamentos de várias épocas do guitarrista, espero que gostem!


Guitarras


Tagima K1
Tagima K2
ESP Kiko Loureiro Signature - vendida no Japão. Custa cerca de 5000 dólares (!)
Tagima 635 Sunburst
Violões


Violões Takamine


Ponte


Floyd Rose Gotoh


Amplificadores


Kiko Loureiro tem vários Amp's diferentes, dentre os quais:


Laney VH100R Head

Kiko também usou Set's CH-100 da Laney.


SET da Warm Music


Pedais de Efeitos e Rack's


 Da direita para a esquerda e de cima para baixo - Boss - DD-3 Digital Delay / CE-5 Chorus Ensemble / DS-1 Distortion / LS-2 Line Selector / OS-2 OverDrive/Distortion / Ibanez TS-9 Tube Screamer.


Da direita para a esquerda e de cima para baixo - Morley Bad Horsie Wah / MXR Dyna Comp / Roger Mayer Voodoo-Vibe / Zoom 509 / MXR Phase 90 / Zoom 510.




Zoom RFX 2000
Zoom Power Driver 1
Zoom G1K - O guitarrista da minha ex-banda comprou uma dessas recentemente.
Zoom G2.1KL - Lançada recentemente.
Morley Kiko Loureiro Distortion Wah
Cordas 



Trecho de uma entrevista feita na revista Disconnected N°7 sobre o disco solo de Kiko Loureiro, No Gravity.

Guitarras: “Como eu estava na Alemanha, não deu pra levar muitas guitarras”, explica o guitarrista o uso de apenas 3 guitarras: a K1 marrom, que usou mais pra solos, a 635 Sunburst bastante usada pra solos e várias bases, e uma Gibson Explorer Gohtic usada para bases pesadas. Os calibres de encordamento são 0.10, 0.10 e 0.11 respectivamente. Para base, utiliza sempre a corda bem alta.
Amplificadores: em No Gravity, Kiko Loureiro foi bem direto e simples na amplificação. Usou um amplificador Mesa Boogie, Dual Rectifire com dois sets de válvulas diferentes, 6L6 e EL34, com caixa Mesa Boogie. Também um Quad Pré Amp, e um SansAmp usado pra algum som um pouco diferente. “No som limpo eu usei o SansAmp e quando era um som com flanger, ou quando era um som limpo, totalmente limpo, ligava direto num pré-ampli Avallon.”, mostra assim com tranqüilidade a falta de complicações na escolha do equipamento.
Pedal: simplicidade e objetividade foi o ponto chave do álbum na escolha dos equipamentos, e isto também vale para os efeitos, ele nos conta: “no disco, usei esse pedal de distorção da Zoom o PD-1, usei também o Tube Screamer, e às vezes pra variar um pouco, tem um MXR da DynaComp. Ponho também um compressor antes da distorção. Tem uma faixa que eu uso o Wammy Pedal da Digitech. Mas 99,9 % das dobras são tocadas mesmo. Os efeitos, delay, chorus são todos plugins de computador, ou racks de estúdio. Eles tem um monte de coisas boas lá.”

4 comentários:

  1. Brother, o Kiko não chegou a usar violões taylor???
    Muito legal esse blog!!! Um dos melhores que já vi!

    ResponderExcluir
  2. gostei mais da TAGIMA K1...pois foi a que me mais me surpreendeu!!!

    ResponderExcluir
  3. POw... pelo q eu me lembro... o Kiko tbm chegou a usar guitarras Tagima Zero!
    Pelo menos eu vi ele usando em um show do Angra q assisti.

    ResponderExcluir
  4. coloca o setup do matanza

    Para: rafaeljunio_rock@hotmail.com
    Imagem de matanza
    Mauricio responde...
    uso pedais da fire custon shop
    patrocina e eu e o china

    quanto a ribeirão preto
    estamos tentando voltar em 20014

    abraço

    os cara sao foda

    ResponderExcluir